31/10/2011

[RESENHA] BLOOD-C



BLOOD-C é o novo anime da franquia BLOOD criada pela Production IG. Este foi feito em parceria com as meninas do CLAMP e houve uma grande expectativa em torno deste anime no ano de 2011.



Saya Kisaragi é uma menina estudante do ensino médio que tem o dever o de lutar contra os “Anciões”, seres que matam os humanos para lhes roubar o sangue. Saya vive em um templo juntamente com seu pai e não tem muitas lembranças de quando era criança, ou mesmo de sua mãe. Seu pai apenas lhe contou que lhe foi passado o dever de derrotar os Anciões e que sua mãe, era uma sacerdotisa com o mesmo dever. Seguindo essa ideia, BLOOD-C vem para dar um novo fôlego a franquia e fazer o mesmo sucesso de seu antecessor BLOOD+.


BLOOD-C foi um anime muito criticado, pelo menos é o que se via nos sites brasileiros. O ritmo lento do começo da série não lembrava em nada a violência de BLOOD+. Um anime que era para ser de terror/suspense estava para um slice of life mostrando Saya indo para a escola, se divertindo com seus amigos, voltando pra casa e só no final do episódio derrotando o “monstro” do dia, mesmo assim com muita pouca ação.


Na segunda parte do anime, é que entramos de verdade na história e é onde a pancadaria rola solta, ou melhor, é onde braços, pernas, cabeças e corpos rolam a solta, literalmente! Toda essa enrolação da primeira parte do anime foi justificada pelo diretor da série, onde ele justificava que a primeira parte era apenas para apresentação da personagem Saya, e que os mistérios eram jogados para o expectador no intuito de tudo fazer sentido na segunda parte do anime.


Eu particularmente, não vi problema nenhum nisso. Talvez eu seja um pouco suspeito por ser fã da franquia BLOOD e do CLAMP, mas por essa lerdeza eu pensava que o anime teria lá pelos seus 25 ou 50 episódios assim como BLOOD+, mas não foi só 12 mesmo. Maaaas pelo menos ano que vem ainda teremos um filme da série, que pra, quem sabe, dar um final verdadeiro pra série. A série teve um final, mas não um verdadeiro, um ponta foi deixada solta que acho que pra ter uma ligação com o filme mesmo.


Animação. Isso nem preciso falar que foi acima da média, né? Afinal tinha a mão da Production IG. Lutas muito bem animadas, sangue que jorrava pela tela inteira. Apesar de todo esse sangue, a versão para TV sofreu demais com a censura. É esperar algum fansub lançar e versão Blu-Ray pra ver toda a violência que já é característica da franquia.


A trilha sonora é de arrepiar. Souberam criar bem um clima de tensão e suspense para o anime. A abertura ficou incrível. Cantada pela banda DUSTZ (Sengoku Basara), a letra misturava japonês, inglês, francês, mas não que isso ficou uma zona. Pelo contrário, ficou muito amigável, com um rock pesado. Já o encerramento, quem cantou foi a mesma dubladora da Saya, acho que foi mais uma jogada comercial, mas tudo bem, ficou bom do mesmo jeito.


Pra quem gosta do gênero terror/suspense, BLOOD-C é um ótimo anime. Pra quem curte a franquia BLOOD, peço que esqueça um pouco o que foi visto nas séries anteriores, já que em comum com elas, só o nome da protagonista. Pra quem gosta de CLAMP também vale a pena assistir já que aparece um grande personagem do CLAMP no meio de toda essa mistura.


Nenhum comentário:

Postar um comentário