28/08/2011

[RESENHA] School Days


O que acontece quando voce junta num anime meninas bonitas, olhos enormes, um garoto tapado? Junte a isso um pouco de comédia, uma pitada de romance e estará feito mais um anime de colegial romântico, certo? Porém como ingredientes secretos use um pouco de sexo e violência. Dizem que se você tirar uma foto de alguém, sem que a pessoa saiba, e sem que ninguém descubra essa foto por algumas semanas, você e a pessoa terão um grande romance.



Itou Makoto é o típico garoto de comédias românticas que não tem sorte no amor. No trem que pega para ir à escola, há uma menina por quem acaba se interessando. Esta menina Katsura, também é da mesma escola de Makoto, porém os dois estudam em salas diferentes. Na mesma sala de Makoto, tem uma menina chamada Sekai. Sekai acaba descobrindo o segredo da foto de Makoto e resolve ajudar o novo amigo a conquistar Katsura. Porém, Sekai parece ter sentimentos por Makoto, será que mesmo assim, ela ainda continuará ajudando o garoto a conquistar a Katsura? A partir daí está formado o triângulo da história, que poderia ser apenas isso, se não fosse pelos rumos que a história iria tomar.


Makoto e Katsura acabam ficando juntos depois de um encontro feito por Sekai. O casal parece que tem tudo para se dar bem, já que Katsura também havia se interessado por Makoto, ou seja, temos aí o amor de ambos os lados. Porém Makoto ainda é inexperiente nesses assuntos de amor e já quer ir pra cima logo de Katsura, para as partes que ele julga importante num relacionamento. Katsura porem não gosta das intenções do rapaz, já que no passado, os garotos se aproximavam dela era apenas por interesse, e ela achava que por haver o amor, Makoto poderia ser diferente.


Nesse meio enrolado de Makoto e Katsura, Sekai entra para ajudar o garoto a tratar melhor a menina de que gosta e lhe propõem que ensinará a Makoto como tratar Katsura. Nesse momento, vemos que Sekai acaba por se aproveitar de Makoto e o tal treinamento deles pode ser levado bem a sério, pelo menos por parte do garoto, mas Sekai também não é assim tão inocente e também se aproveita do momento a sós com o amigo, mesmo se fazendo um pouco de difícil.


Saltando na história para adiantar um pouco, Katsura percebe que seu relacionamento com Makoto já não é igual a antes. Ela descobre a traição de sua “amiga” Sekai e depois sofre maus tratos de suas outras colegas de classe, o tal “bulliyng”, tendo seu psicológico ficará afetado. Por parte de Sekai também temos algumas amizades, como Setsuna, que tem um papel importante na história, mesmo não parecendo.


A série foi uma das mais polemicas de 2007, talvez pelos rumos que a história tomou, principalmente em seu final. O final pode ser forte para os padrões japoneses mas não está muito distante do que vemos em filmes ocidentais e/ou algumas novelas por exemplo, só que no caso, a situação envolve mais pessoas casadas do que apenas namorados colegiais. E pra mim, isso te tornou o grande charme do anime.


As musicas de abertura e encerramentos combinaram muito bem com o clima do anime. No encerramento temos várias musicas. Não uma para cada episódio, pois mais de um episódio possuem a mesma musica. A animação é a mesma, aliás, meio pobrinha, pois mostra apenas um celular com fotos do elenco. Mas por causa de que toda a história começou com uma lenda  urbana sobre um celular, então até que faz sentido.


Na animação, a qualidade não é nada superior mas é muito boa. O design dos personagens com seus olhos enormes e todo aquele brilho é muito bonito se bem que às vezes eles não parecem passar emoções, mas mesmo assim não deixam de ser belos. Pensou que quando se fala em “anime” a primeira coisa que vem na cabeça são desenhos japoneses com olhos gigantes e isso é a cara de School Days.


A série possui ainda dois OVAS lançados que em nada acrescentam a história original. Um o tema é o dia dos namorados, clássico em um anime de harém. O outro já é mais viagem e vai para o lado das garotas mágicas, sendo protagonizado por Kokoro, irmã mais nova de Katsura. Provavelmente são aqueles episódios onde o fanservice rola solto. Depois de assistir a série preferi não assistir aos OVAS. Quero me lembrar dos personagens assim como eles são na história original, pois o anime é muito bom mesmo.


Pra quem procura um anime diferente dos corriqueiros, indico muito School Days. De início ele pode ser igual aos outros mas assista até o final. Apesar dos poucos episódios (12), ainda se consegue um bom desenvolvimento psicológico das personagens e a forma como a história é tratada nos faz sentir parte dela, já que provavelmente você conhece alguém que já passou pelo tipo de situação que acontece aqui. Lógico, só considerando o fato do triangulo amoroso, já que o final da série é bem surpreendente, e depois do ultimo episódio você ainda pode ficar alguns minutos com a boca aberta depois que ele se encerrar, assim como aconteceu comigo.


3 comentários:

  1. Olá,poderia responder minhas duas dúvidas sobre esse anime??
    Quero saber em que ano foi lançado??
    e como eu estou assistindo ele tem algumas partes inadequadas para menores de...18,15,10??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ester. O anime é de 2007. e tem algumas partes impróprias sim. O final é mais pesado quanto a parte de terror e durante a série as vezes aparecem algumas cenas com conotação sexual mas nada explicito. Não sei em que faixa colocar mas acho que terror é +18 e o ecchi +16.

      Obrigado pelo seu comentário.

      Excluir
    2. Obrigada você pela resposta. ^^

      Excluir